MEMÓRIA DE UM TEMPO|síntese histórica da comunidade

 

Decorria o ano de 1925 quando um grupo de leigos que habitava esta parte da cidade do Porto em conjunto com as Religiosas Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição, pediram ao então Bispo da Diocese - Dom António Barbosa Leão - a construção de uma igreja ou capela na zona do Monte Pedral. O Bispo, acedendo ao apelo, comprou um terreno existente na antiga Rua do Nogueira (hoje Rua do Pe. José Pacheco do Monte) ao lado da casa das Religiosas e da Associação Jesus, Maria e José e mandou construir uma Capela. 

O arquivo Diocesano e o Arquivo da Câmara Municipal do Porto conservam ainda registos sobre o processo de construção da Capela que foi orientado pelo Cónego Joaquim Ferreira Gomes. A construção da Capela durou cerca de três anos e esteve a cargo do Mestre de Obras Domingos da Silva Leça. Custou à Diocese do Porto a quantia aproximada de duzentos e quarenta contos (cerca de mil e duzentos euros).

 

Na véspera do Natal de 1928 a Capela foi solenemente inaugurada pelo Bispo Auxiliar - Dom António Augusto de Castro Meireles - e a orientação pastoral desta parcela do Povo de Deus foi confiada ao Padre José Pacheco do Monte (Missionário daCongregação do Espírito Santo). Durante as décadas seguintes, foram surgindo Grupos, Movimentos e Organismos e a "obra de Deus foi-se fazendo pelas mãos de senhoras, senhores, rapazes e raparigas" que do alto deste monte dinamizaram e espalharam a sua acção artística, cultural, profética, litúrgica e sócio-caritativa nesta zona e na cidade - alguns deles já extintos, União dos Tarcísios do Porto, Liga Operária Católica, Juventude Operária Católica,  Grupo Semente NovaCentro de Catequese, Grupo dos Amigos; e outros aínda em actividade Grupo das Mulheres Cristãs aos pés de Maria, Apostolado da Oração, Legião de Maria, Conferencias Vicentinas de Santa Beatriz da Silva e da Raínha Santa Isabel, Grupo Coral Litúrgico Shalom, Grupo de Acólitos e Grupo de Jovens - a partir deste centro de intensa vida cristã.

A Capela tem como Padroeira a Imaculada Conceição e a sua Festa Litúrgica, Festa do Grupo das Mulheres Cristãs e Aniversário da Comunidade celebram-se no dia 8 de Dezembro.

 

Em 1988, os Missionários do Espírito Santo entregaram a capelania ao Bispo Dom Júlio Tavares Rebimbas que, nesse mesmo ano, confia a orientação pastoral da comunidade ao Pároco do Carvalhido, Padre Nuno Álvares Augusto Valente Borges de Pinho.

Em finais de 1990 o Pároco e alguns Leigos constituem uma Comissão de Culto e Obras que, durante os dez anos seguintes, realizou profundas obras de restauro e requalificação da capela e espaços envolventes. As suas acções de angariação de fundos - aproximadamente 300.000,00 € - e de orientação e dinamização da vida desta Comunidade estão registadas em três Livros de Actas que, actualmente, estão depositados nos arquivos da paróquia do carvalhido e do paço episcopal diocesano.  

Em 2005, o Bispo Dom Armindo Lopes Coelho nomeou para novo Pároco do Carvalhido o Cónego Alfredo Leite Soares que, actualmente, assiste espiritualmente esta Comunidade. 

 

Em Agosto de 2009, quase um século depois de se terem instalado na residência ao lado da Capela e de prestarem o seu serviço laical gratuito à Escola da Associação Jesus, Maria e José e à Comunidade do Monte Pedral como professoras, catequistas, zeladoras da Capela (...) a Comunidade de Religiosas Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição (Fraternidade de Jesus, Maria e José) recebeu ordens de transferência da sua Provincial para outras casas da Congregação existentes em Portugal. A Comunidade do Monte Pedral prestou-lhes homenagem e deu público testemunho de agradecimento aos seus serviços; com a saída das Religiosas, o Pároco do Carvalhido entendeu terminar a Catequese nesta Comunidade que era ministrada desde 1909 por Leigos e pelas Religiosas a cerca de cento e cinquenta crianças e jovens oriundos da Escola e das cercanias. À Comunidade do Monte Pedral, as Religiosas - sempre presentes - deixaram saudades e um legado artesanal dos seus lavores (toalhas, alfaias litúrgicas, paramentos, etc) e parte da sua casa ao lado da Capela onde, actualmente, funciona a Cantina Social da Casa Jesus, Maria e José.

Endereço, contactos e localização

 

Comunidade do Monte Pedral  Rua Padre José Pacheco do Monte, nº 235; 4250-256 Porto                                                                        Correio Eletrónico: monte-pedral@sapo.pt                                                                                                  GPS:  41° 9'56.14"N   /   8°36'57.44"O

 

Eucaristia na Comunidade Dominical vespertina aos Sábados, pelas 16:00 horas  

 

Diocese do Porto Paço Episcopal | Terreiro da Sé; 4050-573 Porto                                                                                         Telefone: 22 3392330 | Fax: 22 3392331 | Correio Eletrónico: gabinf@diocese-porto.pt